Guia de Raças: Gato Mau Egípcio

Gato Mau Egípcio

Origem e História do Mau Egípcio

O gato Mau Egípcio é um gato notadamente manchado, por tal característica muitos afirmam que ele é originário de anos e anos atrás, datando da cultura egípcia. Claro que essa informação é questionável, haja vista que poucos sabem dizer a verdadeira origem do gato Mau egípcio, porém bem que poderia ser verdade, quem vai dizer que não?

O que não se pode negar é que tanto pela aparência manchada, quanto pela grafia, essa espécie de gatos parece descender de fato dos faraós, haja vista que a palavra Mau é o correspondente na língua egípcia para gatos. Acaba que falar Gato Mau Egípcio se torna redundante.

Apesar de tanto indícios egípcios da origem deste gato, sua verdadeira descendência é uma certa incógnita. O que se sabe sobre a história dos Maus é que eram conhecido na Europa antes da Segunda Guerra Mundial, mas a devastação da guerra deixou a raça em um Estado crítico de existência.

A raça que conhecemos hoje é originária de uma gata fêmea prata que foi dada de presente à Natalie Troubetskoy, uma princesa Russa que na época morava em Roma. Uma das vertentes dessa história afirma que a gata foi dada à princesa por um rapaz que a guardava em uma caixa de sapatos, já uma outra vertente diz que a gata foi adquirida através de um embaixador egípcio que residia na Itália. O fato é que a princesa ficou com a gatinha e a nomeou de Baba.

Quando a princesa precisou de mudar para os Estados Unidos, levou Baba e seus dois filhotes junto com ela. Natalie se apegou à gatinha e a essa raça a ponto e se esforçar para assegurar que Mau se tornasse uma raça e que sobrevivesse através dos tempos. Para tanto, a princesa descreveu o padrão que tornava essa raça Mau e passou a reproduzir a mesma.

1968 a raça foi reconhecida oficialmente pela Federação Cat Fanciers, em seguida, em 1977 pela Cat Fanciers Association. Após esse reconhecimento ofocial, a importação de Maus sofreu um boom, levando a um reconhecimento mundial.

Características físicas do Mau Egípcio

A principal característica do Mau, como já mencionamos, é sua pelagem manchada em tons de prata, acobreado ou acinzentado, seguido por seus grandes olhos verdes. O que a torna tão singular e ao mesmo tempo intrigante, é o fato de ser um gato manchado e domesticado, ou seja, por ser uma característica desenvolvida naturalmente e não por meio da manipulação humana dos genes felinos.

Além das cores de prata, acobreado e acinzentado, os Maus podem vir em preto, prata azul, mancha azul (uma versão diluída de bronze), acinzentado azul e azul sólido. Porém estes gatos com a coloração diferente geralmente são os animais de estimação finos.

Seu pelo tem um comprimento médio com uma textura fina e sedosa quando sua cor é acinzentada e uma textura densa e resistente nas cores de prata e bronze. Seu corpo é coberto aleatoriamente com manchas distintas que podem ser pequenas ou grandes, com formas distintas redondas, longas entre outras. A testa tem uma forma M, suas bochechas são adornadas com linhas de “rímel”, e a cauda é composta por faixas, terminando com uma ponta escura. Na barriga eles possuem manchas escuras.

Ele é um gato de tamanho médio com um corpo musculoso e uma cabeça em forma de cunha ligeiramente arredondada coberta com orelhas de tamanho médio a grande. Seu peso é variável ficando entre 6 e 14 quilos.

Com as patas traseiras um pouco mais longas do que as pernas da frente, ele dá a aparência de ficar na ponta dos pés em seus pés pequenos e delicados. Acompanhado de uma cauda de tamanho médio a longo, espessa na base e vai afilando um pouco na extremidade.

Temperamento do Mau Egípcio

É fácil perceber quando o Mau Egípcio está feliz, pois ele vocaliza em um tom tranquilo e agradável, agita sua cauda rapidamente e amassa suas patas dianteiras. O que faz o Mau feliz é estar com sua família, a quem ele é ferozmente dedicado; ou mostrando sua proeza na caça ao perseguir seu brinquedo jogado ou perseguindo o brinquedo de uma forma atraente fazendo um show aos seus espectadores.

O Mau é um gato ativo, gosta de pular e subir, portanto aprecia usar e abusar de todos os instrumentos de escalada e altura disponíveis, como a árvore de gato. Ele também adora brincar com água, não se assuste caso o encontre mergulhando uma pata no tanque, ligando a torneira no banheiro ou na cozinha, ou se jogando na piscina, espirrando agua pra fora do seu pote de água.

O egípcio, como já dissemos, é apegado à família, ele prefere os membros da família a qualquer outra pessoa, sempre fiel. Portanto, é um gato dengoso, quando não estiver tocando, ele gosta de sentar ao lado e ser adorado, como seus antepassados podem ter sido.

Outra singularidade do Mau é o fato de ser o gato doméstico mais rápido, podendo correr a uma velocidade de até 48km/h.

Saúde e Cuidados

O Mau Egípcio são, em geral, gatos saudáveis, porém é importe sempre perguntar ao criador sobre seu histórico de problemas de saúde e quais cuidados básicos é preciso ter.

Os cuidados básicos com a pelagem do Mau é bem simples, deve-se pentear seu pelo semanalmente para retirar a pelagem sem vida e espalhar os óleos de sua pele. Nesse tipo de gato, os banhos raramente são necessários.

O restante de seus cuidados são aqueles que compreendem boa parte dos gatos. É importante escovar os dentes diariamente para evitar doenças periodontal, caso não consiga, o faça pelo menos uma vez por semana

Suas unhas devem ser aparadas a cada duas semanas. É preciso limpar os cantos de seus olhos com um pano macio e úmido para retirar qualquer remela. Quando for limpar, use uma parte diferente do pano para cada região que for limpar, a fim de evitar que se espalhe qualquer infecção. Suas orelhas também devem ser checadas semanalmente, se parecerem sujas, limpe-as com uma bola de algodão ou pano umedecido com uma mistura de vinagre de cidra e água morna. É importante destacar que não se deve usar cotonete, pois podem ferir o interior de sua orelha.

Além desses cuidados, mantenha a caixa de areia impecavelmente limpa. Os gatos são muito particulares sobre higiene do banheiro, e uma caixa suja pode fazer com que eles comecem a usar outros lugares na casa ao invés de sua caixa.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh