Gatos idosos: saiba como cuidar

Cuidar de gatos idosos exige alguns tratamentos especiais em relação ao que era oferecido a este mesmo gato em seus anos anteriores. Geralmente, ao atingir a partir de sete ou oito anos, os gatos são considerados mais velhos, e mudanças físicas ocorrem em seu corpo, assim como todos outros animais.

Estima-se que cerca de 90% dos gatos com mais de 12 anos sofrem de algum tipo de artrite, que é o problema mais comum na maturidade dos gatos. Além disso, diversos outros problemas tendem a aparecer com mais intensidade nos gatos a partir de certa idade.

Problemas nos dentes, obesidade, problemas no trato urinário e diversas outras condições afetam a saúde dos gatos idosos, e é necessário ter alguns cuidados especiais para evitar que essas condições tornem-se mais graves do que já são.

Saiba como cuidar de gatos idosos, e algumas das principais características para as quais você deve dar atenção:

Aumente a frequência de visitas ao veterinário

É inevitável ir à clínica veterinária com mais frequência, com gatos idosos. Se você não os levar regularmente para exames de rotina, precisará levá-los para tratar doenças quando elas já estiveram desenvolvidas. Por isso, certifique-se de levar seu gato ao menos uma ou duas vezes todos os anos ao veterinário para prevenir problemas mais graves.

Toda vez que fizer uma visita, peça por uma avaliação física completa do animal. Isso poderá determinar se seu gato está acima ou abaixo do peso, bem como outras características físicas que podem prejudicar a saúde do felino.

Readeque a dieta de seu gato

Gatos idosos não precisam comer da mesma maneira que comiam quando tinha quatro ou cinco anos. À medida que o corpo do animal muda, suas necessidades também mudam. Quando idosos, os gatos seguem necessitando de uma dieta essencialmente baseada em proteína, mas as quantidades de gordura e de comida, de forma geral, podem variar. Dê atenção a isso para evitar que seu pet sofra.

Dê atenção especial ao peso

Você provavelmente sempre deu atenção ao peso de seu gato, para evitar que ele ficasse muito gordo ou muito magro. Quando os gatos tornam-se idosos, no entanto, a situação vira mais grave, pois as variações podem ocorrer de forma mais brusca, e favorecem diversos tipos de doenças.

Em geral, é uma boa ideia reduzir ainda mais a quantidade de calorias da dieta de um gato idoso – a menos, é claro, que ele sofra de perda de peso significativa.

Dê atenção especial para a boca de seu gato

A saúde da boca de gatos idosos pode fazer toda a diferença em sua qualidade de vida. Isso é verdade para gatos de todas as idades, mas os mais velhos são especialmente afetados por problemas na boca.

Dentes problemáticos podem gerar uma rápida perda de peso, por exemplo, e infecções são potencialmente fatais. Pode ser uma boa ideia investir em escovação ocasional e brinquedos ou alimentos que limpes os dentes de seu felino.

Mantenha-o ativo

Gatos idosos tendem a ficar mais sedentários, e é sua tarefa garantir que eles mantenham-se ativos. Presenteie gatos em idade mais avançada com novos brinquedos e desafios, e estimule-o a praticar atividades físicas. Até mesmo passeios ocasionais e com cuidado podem ser interessantes para não permitir que seu gato vire um preguiçoso definitivo.

Garanta que ele ainda ache seus itens confortáveis

É muito comum que as pessoas não percebam que seus gatos estão envelhecendo. Como resultado disso, geralmente não oferecem a troca regular de almofadas, caixas de areia e camas. Em geral, eles apresentam maior dificuldade para subir em locais altos.

Por isso, camas e caixas com laterais mais baixas facilitam bastante a vida dos gatos, especialmente aqueles com artrite. Além disso, geralmente é necessário trocar sua cama ou partes do ambiente por almofadas mais fofas, que reduzam as dores da artrite.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh