Gatos podem beber leite?

Uma das principais perguntas a respeito dos “mimos” que podemos oferecer aos felinos, é se gatos podem beber leite. Provavelmente não existe nada mais icônico no imaginário popular dos felinos que um gato e uma tigela de leite.

Na prática, no entanto, a relação pode não ser tão apropriada quanto parece. Enquanto a maior parte dos gatos simplesmente adora leites, muitos deles não são preparados para lidar com a bebida depois que deixam de mamar. Em geral, a melhor opção é não oferecer o leite a eles.

Entenda se gatos podem beber leite, e quais são os principais riscos e fatores que você deve levar em consideração a respeito dessa bebida para seu amigo felino:

Afinal, gatos podem beber leite?

Na prática, depois que sua alimentação torna-se independente, sem precisar da amamentação materna, os gatos beneficiam-se muito pouco ou quase nada, em aspectos nutritivos, do leite. De forma geral, gatos até podem consumir um pouco de leite, desde que seja uma espécie de presente, dado de maneira muito esporádica e em baixas quantidades para o felino.

Isso porque o leite é muito calórico e não faz parte de uma dieta equilibrada de felinos. Este excesso de calorias pode levar à obesidade, além da questão já bastante conhecida relativa ao problema da lactose em gatos.

Gatos e a intolerância à lactose

A maior parte dos mamíferos adultos apresenta algum nível de intolerância à lactose, por não necessitarem mais de leite para sobreviver. No caso dos gatos, essa intolerância é bastante comum, pois a quantidade de enzimas que digere a lactose (chamadas de lactase) diminui à medida que o felino envelhece. Por isso, seus organismos tornam-se pior preparados para lidar com esse tipo de alimento.

No fim das contas, a lactose torna-se um açúcar não digerido no trato intestinal, o que acaba fazendo com que mais água seja acumulada no intestino, resultando em uma diarreia. Além disso, esse açúcar pode fermentar no aparelho digestivo, causando inchaços e flatulência.

Isso não quer dizer que todos os gatos sejam intolerantes a lactose. Mesmo assim, o leite não contém nenhum valor efetivamente útil para o gato, e deveria ser evitado.

Como os filhotes vivem exclusivamente de leite materno, então?

Quando estamos falando apenas de filhotes, a situação é completamente diferente. Gatos recém nascidos passam suas primeiras semanas de vida vivendo exclusivamente de leite materno, e isso não gera nenhum problema.

O que ocorre, neste caso, é que gatos nascem com uma grande quantidade de lactase em seu organismo, o que os torna capazes de digerir a lactose. À medida que este filhote desmama – processo que se inicia em torno das cinco semanas de vida – a quantidade das enzimas é reduzida, até o ponto em que ele pode tornar-se intolerante à lactose.

Entre o início do desmame e o processo de alimentação independente, é importante que o filhote seja introduzido a pequenas quantidades de alimentos sólidos macios e não secos. É normal que um filhote continue alimentando-se parcialmente com leite materno durante muitas semanas, sem a necessidade de preocupação de seus donos.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh