Guia de Raças: Gato Norueguês da Floresta

O gato norueguês da floresta, com seu nome pomposo e aparência única é uma das raças mais interessantes. Possivelmente seja o gato que mais demonstre sua propensão para aguentar os rigorosos inverno, mas sua personalidade está longe de ser selvagem.

Isso faz com que se trate de um gato que é, ao mesmo tempo, muito ativo, mas demonstra-se afetuoso e amistoso com humanos. É uma raça que busca interação, mas exige alguns cuidados especiais.

Saiba mais sobre o lindíssimo gato norueguês da floresta, suas características e principais cuidados exigidos:

História do gato norueguês da floresta

Um animal com um nome tão curioso certamente merece uma história interessante. Como é de se imaginar, a raça é originária das florestas escandinavas da Noruega, e há evidências de que o gato norueguês da floresta já existia há milhares de anos.

Em algumas histórias da mitologia nórdica, estes eram os gatos que acompanhavam os vikings em suas embarcações durante os saques, com o objetivo de evitar o ataque de pestes e roedores.

Seu reconhecimento oficial como raça aconteceu no ano de 1934. Durante os anos seguintes, em função da II Guerra Mundial, o gato norueguês da floresta quase desapareceu em função dos menores cuidados com cruzamentos. Após o período, no entanto, os poucos criadores que mantinham a pureza deste antigo gato desenvolveram um plano de reprodução adequada para o desenvolvimento da espécie, que retomou sua presença mais comum a partir da década de 1980.

Aspectos físicos

A forma de seu corpo e, sem dúvidas, sua pelagem impressionante, são os principais aspectos que fazem do gato norueguês da floresta uma raça tão especial. Além das camadas comuns de pelos, há uma densa e longa camada adicional de inverno que o permite estar protegido do frio com eficiência.

A estrutura de seu corpo é equilibrada, e sua cabeça é triangular, com olhos de um verde intenso misturado com dourado. Essas características, somadas à pelagem e ao peito robusto passam a impressão de que se trata de um gato forte e selvagem, lembrando muitas vezes felinos maiores.

Em locais mais quentes, ou fora do período do inverno, o gato norueguês da floresta perde parte de sua densa pelagem de inverno para ficar com uma camada mais leve e curta, permitindo que ele não sofra tanto em climas mais quentes, facilitando muito sua adaptação.

Personalidade e temperamento

No que diz respeito ao temperamento do gato norueguês da floresta, espere um gato cheio de energia e disposição para brincadeiras e curiosidade. Na prática, estes gatos são atletas naturais: buscam aventura e longas explorações, herança de seus genes um pouco mais selvagens que os da maior parte dos gatos domésticos.

Essas características genéticas, no entanto, não afetam em nada a disposição para brincadeiras, carinho e demonstrações calmas de afeto. Essa é, aliás, uma das características mais interessantes do gato norueguês da floresta: ele ajusta-se rapidamente às pessoas e ao temperamento do ambiente em seu redor, além de ser bastante resistente.

A raça adapta-se bem a locais com crianças, e gosta de fazer companhia. É razoavelmente vocal, e exige espaço para poder gastar sua energia sem que fique entediado.

Cuidados

Em função do seu alto nível de energia, é necessário que o gato norueguês da floresta tenha à sua disposição uma boa quantidade de atividades para realizar. Caso contrários, os riscos de tédio aumentam significativamente – o que é bastante prejudicial para uma raça tão ativa.

Durante o inverno – ou quando a pelagem mais densa estiver presente, será necessário escovar diariamente o gato, especialmente durante o final da estação, quando o tempo torna-se menos frio. Durante o resto do ano, no entanto, uma ou duas escovadas semanais devem ser suficientes para cuidar do felino.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh