Linguagem corporal dos gatos: entenda os sinais

Quem já teve ao menos um felino, deve saber que a linguagem corporal dos gatos é uma de suas principais formas de comunicação. Embora eles ronronem, miem e façam uma variedade de outros sons, nenhuma forma de interagir é tão eficiente e clara quando a forma como seu corpo se expressa para os outros.

No início, estes sinais podem parecer difíceis e muito sutis, mas você perceberá rapidamente indicativos de ansiedade ou frustração quando começar a prestar atenção da linguagem corporal dos gatos. Embora nem sempre sejam óbvios, esses sinais são facilmente percebidos por aqueles que prestam a atenção e acostumaram-se a perceber os sinais de seus felinos.

Por isso, o trabalho de um dono em relação ao entendimento da linguagem corporal dos gatos é dar atenção e evitar leituras erradas. Essa forma de perceber o que seu felino está “dizendo” sem dizer nada pode fazer toda a diferença em relação à forma como ele será criado, tendo suas demandas atendidas ou não.

Além disso, é importante entender que um único sinal corporal não necessariamente significa uma mensagem completa. É necessário interpretar os diversos sinais desta linguagem de forma conjunto à sua atitude para evitar erros.

Confira algumas das principais dicas sobre a linguagem corporal dos gatos, e como você pode entender melhor o que seu felino está tentando dizer ou sentindo em cada momento:

As dicas da cauda

A cauda é uma das principais formas de estimar o humor de seu gato em cada situação. Desde sinais mais amenos, como conforto e relaxamento, até os óbvios sinais de agitação e medo, o rabo de um gato raramente mente. Para entender estes sinais, é necessário ter como parâmetro o felino em momentos relaxados: qual a altura e a rigidez que a cauda normalmente está, quando o gato está em um momento de descontração? A partir dessa informação, você poderá fazer comparações.

Quando um gato está sentindo-se feliz ou confortável, seu rabo “baixa a guarda”, geralmente ficando mais solto e menos rígidos. Quando trata-se de uma felicidade mais ativa, como felicidade mesclada com empolgação, o rabo geralmente é mantido alto – com curvas e torções para frente, o que demonstra o interesse. Se você observar seu gato acompanhando os movimentos de um passarinho, ele possivelmente estará com o rabo esticado e alto, com a ponta curvada para frente ou para cima.

O movimento também dá várias dicas sobre o estado do gato: na linguagem corporal dos gatos, movimentação intensa e constante da cauda costuma indicar agitamento ou ansiedade, e não é um bom sinal. Essa situação é percebida pela velocidade do movimento, superior ao que normalmente é observado naquele animal.

Outro sinal bastante característico é quando o rabo é colocado sob o corpo do gato, ou diretamente ao seu lago. Em geral, isso indica preocupação ou medo, escondendo o rabo como forma de proteção instintiva. Procure entender, nestes casos, o que deixa o animal em tal estado.

Orelhas fazem mais do que ouvir

As orelhas de um felino dizem muito na linguagem corporal dos gatos. Quando relaxados, os gatos deixam sua orelhas tombadas para frente ou levemente para os lados. Quando interessados e estimulados, as orelhas apontam para frente, parecendo “buscar” a informação pretendida.

É normal, ainda, que elas movimentem-se um pouco frente aos estímulos visuais. No entanto, o excesso de movimentação tende a indicar nervosismo. Além disso, as orelhas tendem a “deitar” para trás quando um gato está com medo, apertando-se contra a cabeça.

O que dizem os olhos

Em geral, as melhores dicas sobre as linguagem corporal dos gatos no que diz respeito aos olhos está no destino e nas pupilas. Se um gato faz contato visual com facilidade, ele provavelmente está bastante confortável com a situação atual. Nestes casos, as piscadas também são tranquilas, sem indicar nervosismo.

Em momentos de nervosismo ou agressão, as pupilas dilatam-se ou ficam mais “afinadas”, e as piscadas tornam-se rápidas, de forma que o gato não perca nenhum estímulo visual.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *