Os benefícios da castração em gatos

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, há muitos benefícios da castração de gatos – machos ou fêmeas – que vão muito além da conveniência de seus donos. Na prática o procedimento gera uma série de benefícios para a saúde do felino, e o procedimento é recomendado para todos os animais que não sejam criados com o intuito de reprodução.

A mudança faz com que o felino corra menos riscos de desenvolver certos problemas de saúde, além de evitar que ele passe por ciclos reprodutivos com risco de gravidez desnecessária.

Qualquer que seja o gênero de seu gato, certamente há grandes benefícios para a saúde e comportamento dele. A castração já é considerada, atualmente, parte regular do ciclo de primeiros cuidados com um gato, a menos que haja a manifestada vontade de manter sua capacidade reprodutiva.

Saiba mais sobre os benefícios da castração, como funciona o procedimento, e quais são as principais preocupações a serem levadas em consideração:

Como é feita a castração?

Ao falar dos benefícios da castração em felinos, é necessário considerar que os procedimentos são bastante diferentes em machos e fêmicas. No caso das gatas, remove-se os ovários e o útero do animal. Este procedimento é feito cirurgicamente através de uma incisão no abdômen, que é utilizada para ganhar acesso aos órgãos reprodutivos.

No caso dos gatos machos, trata-se da remoção dos testículos, através de uma incisão pequena no escroto do animal. Embora as duas cirurgias pareçam invasivas, é seguro dizer que são rotineiras e apresentam um baixo risco de complicações mais graves, desde que feitas por profissionais capacitados.

É comum que a castração seja feita já nos primeiros meses de vida – geralmente antes do primeiro ano, de forma que o animal não chegue a passar por nenhum período reprodutivo.

Quais os benefícios da castração para gatas fêmeas?

Ao castrar uma gata fêmea, uma série de benefícios podem ser esperados. Destacam-se, em especial:

  • Risco diminuído de desenvolvimento de tumores nas glândulas mamárias, que representam a causa mais frequente de câncer em fêmeas. Os números atuais indicam que cerca de 90% das gatas com câncer nas mamas morrem em função da doença. A castração antes do primeiro cio do animal – que ocorre perto dos seis meses de idade – é a forma mais eficiente de prevenir a doença.
  • Eliminação completa de desenvolvimento de uma grave infecção no útero, também muito comum na idade adulta de gatas não castradas.
  • Eliminação completa dos riscos de desenvolvimento de tumores malignos comuns nos ovários e no útero do animal.
  • A impossibilidade de engravidar elimina os altos riscos da gestação e, sobretudo, os riscos iminentes ao processo do parto – outra causa bastante comum de morte em felinos não castrados.
  • O término dos processos de cio reduzem o enorme estresse hormonal pelo qual as gatas passam no período. Este estresse reduz a imunidade e aumenta os riscos de adquirir doenças diversas.

Quais os benefícios da castração em gatos machos?

Gatos machos também apresentam diversos benefícios em sua castração. Destacam-se, em especial, os seguintes benefícios:

  • Eliminação do risco de desenvolvimento de câncer testicular após a castração. Em geral, recomenda-se o processo antes os seis meses de idade, pois reduz significativamente e atividade hormonal potencialmente arriscada para o animal.
  • Gatos machos não castrados são agressivos e costumam envolver-se em brigas com outros gatos, o que favorece o desenvolvimento de machucados graves. Um dos benefícios da castração em machos é a redução deste comportamento agressivo entre felinos.
  • A redução da agressividade resulta em menor quantidade de contato com outros gatos, o que reduz a chance de contágio com parasitas e, sobretudo, de doenças infecciosas, como AIDS felina e leucemia felina.
  • Gatos castrados procuram menos aventuras longas fora de casa, o que auxilia em sua proteção e na redução de riscos de contágio.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh