Vacinas obrigatórias para gatos

Assim que você assume a responsabilidade de cuidar de um felino, deve informar-se a respeito das vacinas obrigatórias para gatos. Essas vacinas devem ser dadas cedo, garantindo que o animal esteja o mais prevenido possível em relação a doenças que afetam sua saúde e desenvolvimento, além de serem potencialmente epidêmicas.

Considerando a importância do assunto, elaboramos um rápido manual e respeito das vacinas obrigatórias para gatos, seus procedimentos corretos, e momentos adequados. Confira:

Quando dar as vacinas obrigatórias para gatos?

As vacinas devem ser dadas, inicialmente, a partir do desmame completo. Quando isso ocorre, é feito o chamado “calendário de vacinação”, no qual o veterinário responsável pela saúde do felino indica quando e quais vacinas devem ser feitas para a garantia da saúde do animal e da segurança da família.

Enquanto o filhote ainda está mamando, o leite materno o protege da maior parte dos riscos externos, não sendo necessária ou adequada a vacinação durante o período. É, no entanto, quando o animal atinge entre oito e dez semanas de vida, que sua alimentação independente é desenvolvida. Neste momento, deve-se dar atenção especial à vacinação.

Deve-se sempre considerar que a última palavra a respeito da vacinação de uma animal deve ser do profissional responsável por sua saúde. Por isso, se qualquer informação de seu veterinário for conflitante com este artigo, é ela que deve ser seguida, pois levará em consideração as peculiaridades do seu felino.

Antes da vacinação

Antes da alimentação independente de um filhote, não é feita a vacinação do animal, como já mencionado. Isso não quer dizer, no entanto, que nada deva ser feito a respeito de sua saúde – pelo contrário.

A partir do primeiro mês de vida, recomenda-se o processo de vermifugamento e desparasitamento do animal. Trata-se de um processo prévio à vacinação, que geralmente ocorre a partir do momento que o gato completou essa primeira etapa. São procedimentos tão importantes quanto o da vacinação, e essenciais para a saúde de seu gato.

Quais são as vacinas obrigatórias para gatos?

Há diversas doenças e contaminação das quais seu felino pode ser prevenido ou, ao menos, ter os riscos de contágio reduzidos. A vacinação é essencial não apenas para a saúde dele e a de sua família, mas para evitar possíveis contaminações epidêmicas, considerando que muitos gatos tem contato diário com outros animais em uma ampla área – especialmente quando vivem em casas.

Entre as vacinas obrigatórias para gatos no Brasil, há a vacinação contra leucemia, panleucopenia, rinotraqueíte, calicivirose e raiva. Estes problemas são prevenidos através do calendário de vacinação.

Uma das vacinas mais importantes é a chamada Trivalente, que é utilizada para a proteção contra rinotraqueíte, panleucemia e calicivirose. Geralmente, é a primeira das vacinas previstas no calendário, e é dada em duas fases, com três semanas de espaçamento entre a primeira aplicação e o chamado reforço.

Em seguida, é necessária a vacina da leucemia. A leucemia é a causa de um dos mais altos índices de mortalidade entre gatos, sendo absolutamente comum. A prevenção da doença para os felinos é possível, e é essencial para aumentar as chances de longevidade de seu gato.

A última vacina (podendo ser antes ou depois do reforço da trivalente) é a da raiva, nos locais em que se considera ela obrigatória. Nem todas as cidades exigem essa vacina, mas é um boa ideia a despeito da legislação local. Mesmo não havendo obrigatoriedade, você pode solicitar a vacinação contra a raiva de forma voluntária.

A menos que exista algum fator impeditivo importante, o veterinário ou veterinária responsável pela saúde de seu felino não irá se opor à vacinação do animal. Se houver algum tipo de empecilho, peça dicas e informações importantes a respeito deste procedimento.

Leave a Reply

Ad Blocker Detectado

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh